22 janeiro 2016

O dilema da sobrancelha





Só posso começar esse post com um corajoso comentário: eu não faço a sobrancelha. Podem começar a me julgar à vontade. Eu fiz minha sobrancelha por muitos anos, às vezes sozinha, às vezes com ajuda de amigas e familiares, nunca num profissional. Mas sempre, independente de quem estivesse fazendo, SEMPRE, era um sofrimento horroroso, uma dor lancinante...sim parece exagero, mas não é. Cada um tem uma tolerância diferente para diferentes tipos de dores. E não é questão de "costume", eu fiz por muitos anos, várias vezes e nunca me acostumei, simples assim. Eu encaro depilação com cera fria ou quente, em qualquer região do meu corpo, arranco o buço com pinça, tenho seis tatuagens, um piercing na língua e pari um filho. Mas não aguento fazer a sobrancelha. 

Até que chegou uma idade, aquela que a gente começa a questionar se vale mesmo a pena sofrer tanto por detalhes (sim, eu sei que pra muita gente sobrancelha não é detalhe, pelo contrário, é uma das partes mais essenciais do rosto) e eu decidi parar. A meu favor conta o fato de que minha sobrancelha é clara e com pouquíssimos fios fora do lugar, o que ajuda a manter somente com truques que não envolvam pinça/cera/linha. O único porém dela é que é toda descabelada, e se eu não aparar regularmente com uma tesourinha de unha, os fios ficam gigantescos. Ela também não tem falhas muito grandes, então também não preciso ficar desenhando minuciosamente. A bem da verdade, levando em conta as pessoas que eu conheço, eu fui agraciada com uma sobrancelha não-problemática. 

Aí você pensa: ok, também posso parar de fazer, minha sobrancelha não apresenta grandes problemas, e não quero mais sentir dor ou não tenho mais tempo para isso (vamos combinar que sobrancelhas perfeitamente desenhadas demandam tempo). O que você recomenda? 


Máscara Incolor Avon | Pincel nº 03 Dailus | Lápis universal Vult | Delineador Benefit |
  Gel Estimulante Marina SmithLápis Benefit | Pinça Tweezerman

Alguns apetrechos e produtos são essenciais caso você queira deixar sua sobrancelha correr au naturel

Máscara incolor sem dúvida é sua melhor amiga. Eu uso essa da Avon desde que me entendo por gente, mas já recorri a gel de cabelo mesmo quando estava sem ela. 

Pincel com escovinha e pente também ajuda muito a dar ordem e formato, na falta de uma desses, escova de dente serve viu?!

Lápis para sobrancelha para corrigir falhas e manter os fios coesos, esse da Vult é, de fato, universal, se adapta aos pelos claros, médios e escuros. 

Esse kitzinho Brow Zings mágico da Benefit, com duas cerinhas (tem em vários tons), dois pincéis e pinça é salvador. Experimentei uma vez apenas, minha irmã passou em mim, e olha que foi correndo, e  já deu uma diferença enorme. Não é dos mais baratos, mas vale o investimento. De qualquer maneira, s a grana estiver curta, várias marcas nacionais tem semelhantes por preços mais em conta (bem mais). 

Outro produto da Benefit (sim, eles são especialistas em sobrancelha, pode pôr fé), é o High Brow, ele vai ajudar a dar uma levantada na pelagem. Particularmente eu curto muito esse efeito, e a gente já fazia isso há tempos com lápis e sombra, mas o efeito desse em especial é master. 

Não é meu caso, mas quem tem problema com sobrancelha fala e/ou rala não é preciso ir muito longe na internet pra conhecer o santo milagreiro para tal, que é o gelzinho da Marina Smith. Ele tem o mesmo propósito da máscara incolor, vai dar uma alinhada nos pelos, porém ele tem na fórmula ingredientes como queratina e ceramidas que vão fortificar seus pelinhos e ajudar no crescimento deles. 

E se você insiste na pinça...tá, até eu de vez em quando preciso arrancar um pelinho que nasce em algum lugar muito aleatório...a Tweezerman é hours concours. A pinça é cara pra diabo, sim é, então o jeito é apelar pras cópias, que não são poucas. Esse formato que ela tem ajuda a arrancar os pelinhos mais facilmente, impedindo que eles se partam e você sofra uma vez só. Eu mesma tenho uma cópia bem da baratinha e ela faz o mesmo serviço. 




E as navalhas, vocês me perguntam? Pois muito que bem...as navalhas. É uma forma de fazer e desenhar a sobrancelha sem dor. Eu admito que uns meses atrás até comprei uma com fé no coração que ia resolver todos os meus problemas. Mas até hoje não tive coragem de usar.

Primeiro ponto: cortar os pelos da sobrancelha com navalha tem o mesmo princípio de fazer o buço com gilete. Não é que engrossa o pelo, isso é lenda da vó, o que acontece é que ao cortar um pelo, ele vai crescer a partir do ponto cortado, ou seja, na grossura média dele. Não entendeu? Bom, feche os olhos e visualize um pelo, a pontinha dele é mais fina que o corpo, correto? Correto. Ao cortar ele pela metade o que vai continuar crescendo é exatamente essa parte mais bojuda dele, dando a impressão que você tem taturanas ou bigode.

Segundo ponto: sobrancelha não é grande, é uma região pequena e delicada. E o medo de cortar tudo fora? De cortar o olho fora? Cada vez que penso em experimentar a navalha me vem â cabeça a famosa cena do filme Um Cão Andaluz (se tiver curiosidade, clique no link, mas já aviso que é forte).

Euzinha fazendo a sobrancelha com navalha e arrancando meus olhos fora

0 comentários:

Postar um comentário

Social Profiles

Twitter Facebook Email Pinterest

Sobre

Sobre
Jenny, 33, game designer. Ex-quase careca. Não pode ver nada baratinho que sai comprando e passando na cara, mesmo que seja duvidoso.

Populares

Arquivo

Tecnologia do Blogger.

Copyright © Comendo Batom | Powered by Blogger
Design by Lizard Themes | Blogger Theme by Lasantha - PremiumBloggerTemplates.com